quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Imagem retorcida


Em certo lago viviam vários sapos, que eram governados por um rei Sapo. Este rei tinha uma filha, que se achava a maioral. Ai de quem quisesse dizer que ela não era a maior ou melhor por ali.
Princesa sapa vivia a dizer:
_Sou a mais bela deste lugar! Não há por aqui quem possa me superar.
Morava também neste lago uma sapinha um pouco feinha, mas, de uma inteligência sensacional, era também ela muito curiosa.
Certo dia ouviu vozes humanas por perto e foi ver o que havia por lá, gente nenhuma mais encontrou, somente um objeto diferente, o qual nunca havia visto antes, nele só pode ver uma bela sapa retratada.
Levou então até o rei, que o mostrou a seu conselheiro real, mas, antes que pudesse vê-lo a princesa logo se assustou:
_Quem é essa feiosa com uma coroa na cabeça? Pensa ela ser uma princesa?
_Ela é uma princesa - disse o conselheiro real - isso que vê é um espelho, e a "feiosa" é tua imagem refletida.

Moral: Saiba primeiro, depois exalte.

Ouvindo: Last Dance - Vanessa Hudgens

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

O Elefante e a Formiga

Certo dia, passeava o elefante quando encontrou a formiga. Olhando sua pequenez logo teve uma ideia e foi dizendo:
_Formiga, minha amiga, topas uma aposta comigo?
_De que tipo? - indagou desconfiada a formiguinha.
_Uma corrida. - dizendo isso pensou ele: "como minhas patas e meus passos são maiores ganharei facilmente."
A esperta formiguinha então respondeu:
_Topo! Mas com uma condição.
_Qual?
_Que seja pelo caminho que eu escolher, já que eu tenho medo de andar por lugares escuros.
_Como quiser.
Combinado o lugar a corrida foi começar. O elefante largou na frente todo pomposo, querendo ganhar vantagem logo de cara. A formiga, coitadinha, corria o mais que podia e ainda assim a distância entre eles cada vez maior ficava e o elefante sempre na frente.
Chegaram, porém, a certo ponto da estrada onde uma árvore imensa estava tapando a passagem, deixando somente brechas mínimas entre os galhos.
Assim que o elefante viu isso ficou furioso:
_Formiga trapaceira! Escolheu um caminho impossível de atravessar.
Já estava o elefante por muito bravo quando a formiga chegou e sem o menor problema, por ser pequena atravessou por entre os galhos da árvore, ganhando assim a corrida

Moral: Nem sempre ganha o mais forte.

sábado, 26 de setembro de 2009

O que procurava

Há muito tempo, numa galáxia muito distante vivia uma princesa chamada Ráli. Ela reinava sobre a civilização dos Ildati, que a amavam e respeitavam por ser honesta e caridosa com seus súditos.
Ráli vivia num gigantesco castelo, todo feito de cristal... Mas, o castelo, os súditos, todos à sua volta, não parecia o suficiente, Ráli precisava de algo que não conseguia encontrar em lugar nenhum... Ela precisava procurar.
Então tomou uma decisão, a maior de toda sua vida: Iria viajar, conhecer outros lugares, quem sabe lá encontraria.
Deixou Ildati sob os cuidados de seu melhor amigo, o primeiro ministro Ziune. Sabia que ele seria um bom governante por tempo indeterminado, já que não sabia se conseguiria voltar, não sabia o que encontraria.
Sua viagem começou, pelo caminho conheceu estrelas, observou constelações, visitou planetas, alguns hostis, alguns receptivos mas, não encontrava, não se identificava com lugar nenhum, sempre sentia aquele vazio inexplicável.
Até que um dia ela chegou a um planeta diferente, achou-o bonito e alegre, todos nele sorriam e se divertiam de uma forma nunca por ela vista.
_Que lugar é esse?
_Como assim moça?
_Que planeta é esse?
_Terra. - Respondeu o garotinho meio confuso
_Terra. - Repetiu Ráli não entendendo, sempre ouvira falar desse planeta, era cheio de guerra e destruição. Não é o que parecia agora.
Ráli resolveu então ficar, conhecer e se adaptar ao lugar.
Então viu! O que era aquilo? Não saberia nem em séculos explicar.Era uma visão incrível e ao mesmo tempo singela e simples.
Era alguém, uma pessoa, um ser humano. Ela queria falar com ele, ouvir sua voz.
Mas, algo pendia seus pés no chão, algo impedia que sua voz saísse.
E ela encontrou que procurava...
Preciso dizer quem ela viu?

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Post extra!

Olha o que eu achei: "Comunidade de discussão, filosófica ou não, sobre a mediocridade feminina!

Pode ser para esculhambar mesmo,
Provavelmente vão ter mulheres de ego inflamado passando por aqui também.

Afinal, quem já não se surpeendeu com uma atitude feminina, Do tipo:
- Caralho, nunca esperava isso dela!! - Ou quem já não houviu elas:
- Eu nunca faria isso na minha vida!! - mas acabam fazendo!

Bem, não existe unicelularidade quando o assunto é mulher!"

Detalhe para os erros de português... Puts! O que é HOUVIU?
Isso é a descrição de uma comunidade que se chama: "Mulheres são todas iguais". E o pior de tudo é no perfil de quem eu achei, não acredito que umas das poucas pessoas do mundo que eu considero REALMENTE agradáveis pensa isso! Nem sei o que pensar... Eu sempre me decepciono com todo mundo mesmo, mas, achar que eu sou como TODAS? Isso é o fim.
Eu sempre quis ter algo de diferente, não digo só das mulheres, mas, de todo mundo, sempre quis ser ÚNICA! Pelo jeito não está dando muito certo.
Espero que quem participa dessa comunidade tenha o BOM SENSO de se explicar comigo depois, viu?

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Aquela garota


Admito que vivo no mundo da lua, mas, é nesse mundo que se é feliz!
Sempre de jeans, ainda estou nessa de All Star, nem ligo para o que vão pensar. Minha vida quem faço sou eu, então que me importa?
De mochila nas costas eu vou para onde o destino levar, seguindo só uma direção, vou te encontrar.
Os cabelos descoloridos eu mesma corto. No rosto maquiagem não tenho, para mostrar que nada preciso esconder ou disfarçar.
Acham que não valho nada, acham que não mereço atenção. Juro que os tenho nas mãos!
Com palavras pensam que me derrubam, com gestos pensam que me destroem, mas, no fim eu sempre mostro que o meu Universo não muda.
Meu mundo é um mundo sem vida, meu mundo é um mundo feliz, meu mundo é um mundo sem gente, meu mundo é um mundo de bem.
Podem pensar que ele não existe, mas, eu vou provar para vocês, que maluco é quem não vive, que maluco é quem se perde nesse lugar pequeno e escuro que chamam de civilização.



p.s: Texto abstrato, estranho, podem pensar o que quiser... É o que se passa nessa cabeça loira e totalmente sem noção!

domingo, 20 de setembro de 2009

Duplicidade

Estou lendo um livro que fala sobre irmãos gêmeos e, achei um tema superinteressante...
Ultimamente tenho me interessado sobre isso, principalmente depois que decidi estudar psicologia. Gosta da idéia? Eu sim! Acho o máximo entender pessoas e seus pensamentos, modos de agir e etc.
Mas, voltando aos gêmeos, imagine se ver, fisicamente, claro! Já que psicologicamente gêmeos são completamente diferentes, e esse ponto é o mais interessante.
Eles tem temperamentos contrário, se um é calmo o outro se stressa facilmente, se um prefere a força bruta, o outro explora seu lado intelectual.
É como ver contradições ambulantes em casacas idênticas! Duplicidade fantástica!
É! Eu me impolgo com o assunto. Eu queria ter uma irmã, ou por que não um irmão? Isso sim é demais!
Já que nesse caso é o contrário, são psicologicamente parecidos ou, por que não identicos... Com versão masculina e feminina, entende? Perfeitas almas gêmeas! Sabia disso? Almas gêmeas podem ser irmãos, primos, melhores amigos... Não formam necessariamente um casal propriamente dito. Acho que eu encontrei a minha, só não tenho certeza de quem é já que existem duas, talvez três pessoas que se dão muito bem comigo. Se eu acreditasse em sorte diria que a tenho de sobra.
Queria ter filhor gêmeos, e sei que posso, mas, seria bem capaz de eu passar o dia todo estudando o comportamento deles...
Mas, por enquando só encerro o post, perdão por não ter postado ontem, eu estave meio ocupada.

Eu indico ----> http://pessoinhafeliz.blogspot.com/

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Felicidade!

Complicado e diferente
É como nascer de novo
Simples e irreverente
Meus delírios, meu tesouro.

É como um amor de criança
Onde tudo é novidade:
Sua mão na minha
Seus olhos
Seus olhares
Minhas vontades.

Seus sorrisos tão secretos
Suspiros e verdades,
Saudades incompletas
Simplicidade
Felicidade!

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Hate this or love this!

Algumas coisas acontecem na vida e a princípio ficamos chateados ou até mesmo com raiva mas, depois percebemos que foi para nosso bem, que foi para que acontecesse outra melhor.
Não encontro nem palavras para descrever como foi meu final de semana e feriado (ontem foi feriado aqui, aniversário da cidade).
Tem acontecido tanta coisa comigo, e eu nem sei direito em que pensar, não posso me apaixonar mas, sonho acordada...
Tenha que manter os pés no chão e sei disso!
Caramba! Isso está parecendo um diário e não é o que era para ser...
Estava pensando em falar em como o mundo (e nossa vida) dão voltas imensas, e em como coisas que achávamos que eram ruins hoje são perfeitas aos nossos olhos.
Só um conselho, talvez não dos melhores: "Não se importe com como vai ser o amanhã, viva o hoje e pronto! Dê mais valor em quem gosta de você do que em quem você pensa que gosta"

Post super curto e péssimo mas, com imenso valor.

domingo, 13 de setembro de 2009

Mulher invisível

Isso não é uma qualidade, é talvez um dos piores defeitos existentes. É como se ninguém o visse, como se você realmente não existisse. É se sentir um nada.
Isso acontece! Acontece com uma menina, uma simples menina, que não queria mais do que viver feliz e simplesmente.
Mas o mundo se esqueceu dela, o mundo preferiu ignorá-la, e, ninguém nem sequer se deu o trabalho de explicá-la porque... Por que ela?
Ela que chora todas as noites e nem sabe exatamente o por que.
Ela que ainda sonha com um dia em que tudo vai mudar.
Ela que não pode se apaixonar pois, toda vez que o faz só se decepciona ou mais que isso, é humilhada, abandonada, esquecida!
Ela que prefere estar em meio a muitos mas, se isola.
Ela que sofre por tudo isso.
Ela que já tentou sair dessa vida, se sacrificando.
Ela que só quer ser ela mesma.
Ela que dificilmente o consegue!
Ela que só conhece uma pessoa que tem certeza de que nunca a abandonará, que jamais se esquecerá dela, alguém que a ama e que realmente se importa com ela.
És minha única razão para viver.
Te amo e adoro meu Senhor

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Elephant Gun

"Que comece a temporada - onde tudo é certo e errado
Que comece a temporada - abatamos o grande Chefe

E ele rompe através do silêncio do nosso acampamento à noite
E ele rompe através da noite, a noite toda, toda a noite

E ele rompe através do silêncio do nosso acampamento à noite
E ele rompe através do silêncio, tudo o que resta é tudo o que eu escondi"
Elephant Gun - Beirut (trecho)

Acho essa música tão fofa, pelo ritmo dela... É meiga, parece delicadinha mas, quando fui ver a tradução me surpreendi, ela tem um duplo sentido incrível!
Se você ler sem prestar atenção vai parecer que está falando de uma temporada de caça, caça de elefantes ou qualquer outro animal mas, se lê-la com atenção perceberá que fala de nós.
Estamos vivendo na "temporada", época em que o certo e errado se misturam e cabe a cada um de nós perceber o que se deve ou não fazer...
Abatamos o grande chefe que rompe através do nosso acampamento à noite, a noite toda, toda noite.
Esse grande chefe cada pessoa tem o seu.Eu sei qual é, ou quais são meus "grandes chefes", você sabe qual é o teu?
Tudo o que lhe resta, tudo o que ele quer é tudo aquilo que eu escondi, tudo o que eu cativei, guardei, cuidei... Quer perder tudo isso? Eu não quero, NUNCA!
Cuidado com o grande chefe que vigia seu acampamento.

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Êh! Chuva...

Nossa! Como tem chovido por esses dias... É! Eu sei, falar do tempo é coisa para quem tá sem assunto, é que ando meio sem inspiração ultimamente. Não que não tenha acontecido nada na minha vida, anda acontecendo coisa até demais mas, sabe, ando meio confusa e prefiro me dar um tempo e pensar direito.
Hoje a chuva me ajudou, digamos assim, quer dizer, não EXATAMENTE ajudou, só tornou a situação melhor, se é que podia ser melhor!
Tomei chuva hoje, com um amigo meu, a gente estava brigando-brincando, entende? Foi super, não sei porque mas me sinto tão bem com ele, é como se eu esquecesse de todo o resto, os problemas, decepções... TUDO! Somos só eu, ele e o resto que se phoda!
Pena não termos fotos juntos para vocês o conhecerem, fico devendo mas digo que pago, viu? Não me deixem esquecer.
O post ficou bem curto hoje, falei que estava sem assunto...

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Independência ou morte!


7 de Setembro, esse título... Vocês devem ter pensado que eu vou falar sobre a independência do Brasil. Estão REDONDAMENTE enganados!
Vou falar sobre uma coisa que nos interessa um pouco mais: nossa independência!
Isso mesmo, quantos de vocês já não quiseram se sentir "donos do próprio nariz"?
Eu quero, quero poder eu mesma saber o que faço com meu dinheiro, meu tempo, minha vida... E acho que já tenho mais do que capacidade para isso, só quem ainda não sabe são meus pais, eles ainda insistem em pensar que sou uma criança. Poxa! Eu tenho 16 anos, a idade que minha mãe tinha quando se casou.
Não que eu esteja pensando em me casar agora, eu só queria poder mandar um pouco mais em mim, coisa que ela COM CERTEZA fazia nessa idade.
AH! Sobre o título, não estou ameaçando me matar: tomar veneno, me atirar no Ghandis ou num poço com uma pedra no pescoço (excesso de mídia). Só é uma maneira de dizer, pedir atenção, exigir meus DIREITOS, minha liberdade.
Mas me diga: "Você se considera responsável por si mesmo?"

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

"Então não desonre o meu nome"

Isso de honra pode parecer meio brega e ultrapassado mas, pensem: Vocês COM CERTEZA já ouviram alguém falar mal de outro alguém.
E nunca se perguntaram "O que será que falam de mim?".
Hoje eu e as meninas estávamos conversando e percebi o quanto falamos dos outros e como os comentários são variados, falamos bem, mal... Enfim, depende de quem é e a ligação que essa pessoa tem para nós.
É complicado como qualquer coisinha que fazemos muda completamente a visão das pessoas sobre nós. E isso é meio complicado já que algumas pessoas (eu, por exemplo) não pensam antes de fazer as coisas, são impulsivas, agem como mandar seu coração... Não que não se importem com o que vai acontecer depois, se importam SIM! Só não conseguem se lembrar disso na hora, só vão pensar depois de passar...
Está parecendo até que eu estou arrependida de alguma coisa mas, não é bem isso. Só digo porque hoje no colégio, na sala de aula começaram a comentar sobre uma menina que "ficou" com um amigo nosso ano passado. Falavam mal, praticamente zoavam! Não que eu tenha ficado com dó dela mas, dele sim... Ele ficou morrendo de vergonha, sabe, acho que eu vou ficar com ele e nem imagino o que vão falar de mim. Talvez eu não me importe mesmo, ou talvez acredite que comigo vai ser diferente.
Sei que nós só vamos ficar até porque não quero mais que isso, não com ele, não agora. Estou passando longe de compromisso por esses tempos, estou bem, FELIZ! Tanta coisa boa me acontecendo, estou aprendendo a me virar sozinha, crescendo eu acho, um dia a gente tem que crescer, não é mesmo?

Ouvindo: Green Day - Boulevard of Broken Dreams

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Meus amiguinhos!

Fofinho isso de AMIGUINHOS, não é? Mas não é para ser fofinho, é verdade... Não sou NADA sem esses meus amigos. Na maioria do tempo acho que prefiro os meninos, amigos meninos, acredito que essa amizade exista mesmo e, às vezes, acho até que é mais verdadeira, não que as garotas sejam falsas, longe de mim dizer isso! Só acho que meninos quando confiam em alguém confiam MESMO. Não ficam fazendo fofoquinhas nem falando mal uns dos outros, levam tudo na brincadeira e fazem dos seus dias uma festa! Já as meninas são um pouco mais "adultas", digamos assim... Elas planejam e falam mais sobre o futuro, sabem falar sério, mas é hiper quando falamos sobre os chamados "assuntos femininos" (prefiro não comentar). E é com certeza péssimo quando elas dão aqueles gritinhos e falam coisas do tipo: _Aquele gatinho tá vindo aqui o que eu faço? Ah! Sei lá o que você faz! (Momento machista) Mas falem a verdade, mesmo as meninas, vocês REALMENTE gostam disso? Tudo bem que eu sou menina e com certeza tenho um pouco disso mas, tento não exagerar. Prefiro meu lado moleca! Calma! Não sou lésbica! Nada contra... Digamos que sou LIGEIRAMENTE apaixonada por um dos meus melhores amigos. Mas não quero me envolver antes de ter CERTEZA disso, tenho MEDO de estragar nossa amizade... É! De um assunto já passei para outro, é que tem muito à ver, afinal. Então resumindo é isso: Não vivo sem meus queridos, não sei me virar sem eles, são meu mundo.

Ouvindo: Avril Lavigne - Innocence