sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Aproveite


Aproveite sem se preocupar.. Um dia tudo acaba e o que resta são lembranças do que não fez.

Talvez eu seja um deles

Em momentos como este, retiro meus pensamentos e deixo o mundo divagar sobre o destino. Que se pode fazer? Quando olho, percebo. Percebo e concluo. Concluo e me calo. de haver em algum ângulo uma visão não percebida, da ótica a ação basta um momento para criar a solução, mas não me alento e caio no chão sem esperança de encontrar uma saída.
A saída é vastidão. Mirar ao longe e só o horizonte. E cada homem é uma ilha.
Lá neste infinito talvez aconteçam os sonhos mas entregar-se aos sonhos seria egoísmo. Proponho um arquipélago de sonhos conjuntos.
Embora saiba que minha insignificância é equivalente ao quanto a nego!
Vou ilusionar esperanças que me cabem no vazio da matéria, do átomo, no vazio de meu estômago e âmago.
Neste vazio imenso do mundo. Um mundo superlotado de corações de gelo... Talvez eu seja um deles!

Quem me ajudou: CajadOmatic, Katia Mota e Youkai.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

I'm the kill

Dobrando a esquina da vida,
Contando cada passo,
Somando a cada ferida.

Estava feliz, estava pensando
E nisso se perdendo
Enquanto ia andando

Então ela chegou,
Não deveria ser agora.
Então ela chegou.

Ninguém a esperava,
Não queriam,
Ninguém imaginava.

Dobrando a esquina da vida
Sentada, esperando,
Lá ela estava.

domingo, 25 de outubro de 2009

Selinho

Indicado por: anacarolinalrosa.blogspot.com/

Eu indico: -http://resmungulios.blogspot.com
-http://missuniversoproprio.blogspot.com/
-http://blorkutando.blogspot.com/
-http://garotadacasa-aolado.blogspot.com
-http://sweetandfun.blogspot.com

sábado, 24 de outubro de 2009

Entre razões e emoções...

...a saída é fazer valer a pena.
Tudo seria tão simples se, antes de fazer qualquer coisa, pudéssemos escolher seguir o caminho da razão ou da emoção. Como uma janela: "deseja fazer isso com razão ou emoção?"...
Mas, isso não simplificaria tudo, já que, escolhendo o caminho da razão, poderíamos abrir mão de coisas, pessoas, momentos, cenas, lembranças.
O mesmo pode acontecer se escolhermos o caminho da emoção, poderíamos estragar parte ou até mesmo toda a nossa em troca de um momento.
Acabamos, afinal, sem saber qual o melhor caminho a seguir...
Devemos saber balancear, usar um pouco de cada um, mas, quem de nós consegue isso?
Sim! É difícil, mas, quem disse que viver é fácil?

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Licantropia

Eu tenho fome, eu tenno sede.
Nunca foi tão forte antes...
Eu tenho fome, eu tenho sede.
Como se já não fossemos amantes.

A lua vem,
Eu quero tua inocência agora.
A lua vem,
Então, não demora.

Minha fome
É diferente;
Minha sede
É de gente.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

O que não dá para ver

O que não dá para ver
É o que mais me interessa;
O que não dá para saber
Eu tenho pressa, eu tenho pressa...

O que fica lá oculto
E o que se passa nessas mentes;
O que está lá no fundo
Ser ou não inocente?

O que não dá para ver
É o que mais me impressiona,
o que não dá para saber
É o que mais me apaixona.

domingo, 18 de outubro de 2009

Meu doce sonho

Dizem que príncipes encantados, ou amores perfeitos não existem, ou, se existem, só em sonhos...
Por um tempo confesso que acreditei em tamanha tolice, afinal, para que sonhamos? Para tentar realizar esses sonhos, para ter um objetivo em nossas vidas: Fazer com que esses sonhos se realizem e sejamos finalmente felizes para sonharmos de novo.
E, automaticamente, se sonhamos com um príncipe ele pode existir, mas, onde ele estava escondido que eu nunca via?
Talvez não estivesse escondido, só esperando a hora certa de aparecer. Estava apenas disfarçado, se aproximando aos pouquinhos... Virando primeiro meu amigo, depois melhor amigo, me conquistando como ninguém nunca fez, me cativando, se tornando a cada dia mais especial, mais essencial para mim.
Virando aos poucos meu TUDÃO.
E me mostrando que pode, sim, ser meu príncipe encantado.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Viva la Vida!

A vida, às vezes, é feita de detalhes: pequenos acontecimentos que, para uns, parecem sem importância e, para outros, ou quando bem observados são o mais belo, esplêndido espectáculo.
O pássaro que vai de flor em flor buscar seu alimento.
O vento que lentamente leva as pétalas da flor ou as folhas no chão.
A sincronia doa lábios, se movendo perfeitamente para dizer EU TE AMO.
A graciosidade dos dias, a delicadeza das noites.
Como se tudo fosse um milagre. Quando se observa cada detalhe é possível perceber, como o simples ato de viver pode ser, sempre, a coisa mais bela que existe.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Como pode?

Como pode? Ela é bonita, simpática, esforçada em tudo o que faz, sabe ouvir as pessoas, é simples, sem luxos ou frescura...
É uma pessoa excelente, alguém muito especial para mim, para quem conto tudo, que me conhece aos detalhes.
Mas, eu vejo, vejo quando ela olha para longe, quando ela pensa que ninguém a está vendo, quando ela senta sozinha em um canto. No olhar baixo dela quando observa os casais.
Não que ela tenha ciúme de deles, longe disso! Vai além disso... Ela quer, ela precisa, se sentir bem, se sentir amada.
Mas, ela já não é? Está sempre rodeada de amigos... Não é disso que ela precisa, precisa se sentir desejada, amada, amada, amada.
Eu vejo em seus olhos, em seus gestos, em seu jeito, maneiras e palavras...
Ela já foi muito decepcionada, milhões de vezes, e não quer isso mais. Ela quer algo novo. Ela te quer! Vê isso de uma vez.

domingo, 11 de outubro de 2009

Post unica e exclusivamente teu ♥


Feliz aniversário!
Existem algumas pessoas que, sem sabermos explicar o porque, se tornam a cada dia mais especiais em nossas vidas.
Com certeza você é uma delas, talvez eu saiba explicar porque, mas, acho que seria egocentrismo demais da minha parte, não posso explicar o inexplicável.
Só posso dizer que me sinto completamente diferente contigo, e isso é mais que perfeito.
Você, mesmo talvez não sabendo disso me faz me sentir bem, como se eu fosse a melhor pessoa do mundo, ou mais que isso, a mais feliz do mundo.
Amo quando você simplesmente para, como se por um instante se desligasse da realidade, você faz uma expressão... Como se estivesse muito interessado e ao mesmo tempo perdido em algo.
Ai eu pergunto o que está fazendo e você simplesmente responde:
- Te observando.
Amo teu bom humor, amo quando não me deixa em paz, amo a cara que você faz quando acha uma coisa realmente engraçada, amo como você me olha, amo como fica beijando meu rosto toda hora, como me abraça.
Sei que estamos juntos a menos de um mês, mas, eu acho que já faz muito mais tempo que isso. Amava ser tua amiga, amo ser tua amiga, já que acima de tudo somos amigos!
Sabia que eu te observava?

Te amo Alex Kelven Borges da Silva

Eu e você

A noite era fria, mas, eu podia sentir teu calor. O céu não podia estar mais lindo, parecia que tudo nos favorecia. Você parecia meio tenso, mas, eu não sabia explicar e não queria perguntar o porque. O silêncio prolonga-se e:
-Tina!
-Oi.
-Err...
Ele exitava, o que quer que quisesse me dizer devia ser importante.
-Sabia que eu te amo muitão?

sábado, 10 de outubro de 2009

Vontade

Às vezes eu sinto um vontade
incontrolável
um vontade imensa
de sentir o vento
de olhar o sol
de beijar tua boca
de um jeito tão simples e singelo
que eu até
esqueço que foi só a vontade...

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Meio-dia.

Cármen ouvia o relógio da igreja decretar o instante com doze badaladas, como doze chibatadas em suas costas, como doze agulhas sendo engolidas por ela. Sabia que estava chegando a hora, mas, não poderia impedir que acontecesse.
No dia anterior ouvira seu marido falando ao telefone, sabia que seria ao meio-dia e quinze, quando ela tivesse que ir trabalhar, a hora de almoço acabara, Cármen nem precisava dessa folga hoje, não comera nada, nem queria, não sentia fome, ou sede, só uma angústia e uma vontade de ela mesma fazer o que ele pagara a um profissional. Só para não lhe dar esse gosto, foi então que tudo fez sentido. Cármen teve uma ideia, ficaria tudo bem, tudo se resolveria. Ela sabia que Marcos a traia, e, já não o amava mais, não como antes, não entendia exatamente porque, mas, acreditava ser pelo desprezo que ele a vinha tratando.
Sem mais êxitos pegou papel e caneta e se pôs a escrever, não tinha agora mais que 13 minutos. Tinha de correr.
Tudo certo, apanhou sua bolsa, nada mais levaria, nada mais precisava. Não queria nada que a prendesse a essa vida, sabia o que queria e tinha dinheiro para isso.
Meio-dia e quinze.
Marcos estava plantado a alguns minutos na porta de sua casa. Então, chegara finalmente a hora. Não se aguentava de ansiedade, após fazer isso toda a sua vida mudaria. Tudo!
Cármen já deveria ter decido, algo acontecera. Com um embrulho e o coração na mão Marcos entrou, mas, não encontrou ninguém. A porta da frente estava trancada e a dos fundos aberta, mas, sua mulher também não estava no quintal. Quando voltou para a sala é que viu, estava lá sobre a mesa, um bilhete, todo escrito com a letra de Cármen, dizia:
"Sei o que pretende fazer, não vou me submeter a nada que ajude vocês! Estou indo embora, não me procure, quero viver. Saiba você que eu já descobri tudo. Sinceramente, um dia eu te amei"
Enquanto lia as lágrimas de Marcos rolavam por seu rosto, Cármen entendera tudo errado. Ele nunca a traíra, jamais faria isso com ela, a amava mais que sua própria vida. Nos últimos meses, admitia ter se afastado um pouco dela, não tivera tempo de dar-lhe atenção, ia trabalhar muito cedo e após sair do escritório sempre visitava o orfanato, certa vez pensou ter visto o carro de Cármen passar enquanto ele falava com uma das inspetoras do lugar, foi no dia que ele recebera a permissão, ele e Cármen poderiam finalmente adotar o filho que, naturalmente, não podiam ter.
No dia anterior resolvera tudo, parte pessoalmente, parte por telefone, os papéis da adoção foram todos liberados, ele pegaria pela manhã e contaria tudo ao meio-dia e quinze.
O envelope em sua mão, já encharcado pelas lágrimas, de nada serviria. Seu propósito maior, quem ele mais desejava... Se fora.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

"Este blog é um Luxo!"



Quem me indicou: http://essascoisasacontecemcomigo.blogspot.com/
Eu indico: - http://resmungulios.blogspot.com/
- http://quebreiminhaunha.blogspot.com/
- http://missuniversoproprio.blogspot.com/
- http://marcellalima16.blogspot.com/
- http://mywordfashion.blogspot.com/
- http://280197.blogspot.com/
- http://paulotamburro.blogspot.com/
- http://algode-mim.blogspot.com/
- http://josikeller.blogspot.com/
- http://gpleasure.blogspot.com/

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Família não se escolhe...

...se ama! Do jeitinho que ela é. Nos defeitos e qualidades, porque quando você mais precisar, é com eles que você vai contar, não adianta falar que é com seus amigos, porque é nessas horas que você vai descobrir quantos amigos VERDADEIROS você tem, e, se surpreender com a quantidade.
Deve ser por isso que nos ligamos tanto à essas pessoa, por não termos escolhido, por termos sido presenteados, tem de tudo um pouco, na minha é, na de vocês também deve ter...
Uns tios bem bobos e que fazem a alegria nos finais de semana, ou churrascos, desses BEM tradicionais.
Uma vovó que defende todo mundo e faz um café-da-tarde MARAVILHOSO.
Um priminho pentelho que enche o saco de todo mundo e por qualquer coisinha chora.
Uma menininha meiga e fofa, o xodó de todo mundo.
Umas tias fofoqueiras.
E, é claro, um cachorro!
Ai cada um torce para um time, saem umas brigas no dia de jogo... Mas, no final dá tudo certo, e você sabe que logo vai ter mais, porque família é a MELHOR coisa que já inventaram!

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Seus olhos e seus olhares...

...milhares de tentações;

Eu viajo sem sair do lugar, eu voo, eu corro, navego em alto mar... E uma turbulência me afoga. Sinto a água, fria e lentamente se apossar de minhas narinas, minha garganta arde por causa do sal, mas, inexplicávelmente é a sensação mais gostosa que já tive. Eu te vejo! Ou mais que isso: Posso ouvir sua voz... Mas, não consigo distinguir o que quer me dizer. Você parece brilhar, ou já devo estar delirando. De repente, sinto uma pancada brusca e percebo o quanto meu corpo todo dói, algo me puxa para a superfície e eu volto para a realidade. Você veio me cumprimentar, o devaneio acabou!

Ouvindo: Vampires will never hurt you - My Chemical Romance

sábado, 3 de outubro de 2009

As Aparências Enganam

Um sorriso cordial. Um belo rosto. Cabelos esvoaçantes ao vento. Um anjo? Não sei, nem sei se alguém sabe. Quem é ela? O que está fazendo? Parece estar acenando, mas, para quem? Será para mim? Parece que sim. O que devo fazer? Aceno de volta? Aceno de volta. E agora o que ela quer? Está me chamando. Devo subir a colina e ver o que ela quer? Pode estar precisando de ajuda. Lá vou eu. Nossa! De perto ela é ainda mais bonita, com esse vestido longo e de seda. E que pele perfeita, parece ser realmente um anjo. Ela não para de sorrir. Falar agora e quebrar este encanto seria um crime. Onde ela vai? Acho melhor segui-la. O que tem ai? Alguém precisando de ajuda? Não? Ela não diz nada e não para de andar. O sol está quase me cegando. Fecho os olhos. Abro. Onde ela foi? Dei mais um passo. Senti um frio na barriga. E agora te conto essa história. Ainda não descobri se ela é um anjo. Ou seja lá o que for. Mas, se a ver não a siga. Ou irá me fazer companhia. Não sei dizer onde estou. Mas, é escuro e frio. Como o fundo do mar, mas, sem água. Como uma caverna, mas, sem paredes. Um lugar onde não existe dia, onde nem sei se é realmente noite. Acho que o tempo não passa por aqui. Não sinto fome ou sede. Não sinto nada. Só uma imensa solidão. E saudades daqueles olhos, belos e verdes. Que me trouxeram para cá.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

REFORMA!

Vou reformar a minha vida
Vou reformar a minha história
Que fique dito e escrito
E não só na memória

O que sei esquecerei
O que visto jogo fora
O que vejo se apaga
O que tenho mando embora

Recomeço neste instante
Sem atraso, nem demora
Uma vida toda nova
Com você, e agora.

Ouvindo: Apologise - Timbaland & One Republic

Ôh! Tédio...


Digamos que estamos em "férias suínas exclusivas". Sim! Paramos de novo! É nerdice falar que não gosto de ficar sem aulas, mas, é a verdade... Não a parte da nerdice!
Mas, quem gosta de ficar em casa sem nada para fazer? Tá, muita gente gosta, eu sei, mas, eu me entedio com isso tudo...
É tão bom sair todos os dias, ver os amigos, ouvir eles falarem cada besteira imensa e rir e tudo isso... Ter sobre o que falar. Ter o que fazer.
Meu passatempo agora é ficar na Internet e tentar ler esse livro chato, aí... Não me perguntem porque ainda não desisti dele, nem eu mesma não sei, deve ser teimosia. Sou bem teimosa se querem saber...
Ando meio mal-humorada por esses dias, então ficar falando aqui só vai stressar vocês...