terça-feira, 4 de maio de 2010

Re-inauguração?

Vocês devem se lembrar deste post. Nele eu falei sobre a "tal" inauguração, a "tal festa", a "tal" placa. Pronto! Cheguei onde eu queria: a placa. Sim! Ela mesma, que foi descoberta teatralmente com um TNT azul simbolizando a inauguração do "novo Stella Maris".
Essa semana, um pouco tardiamente confesso, percebi que essa placa já não estava lá. Não entendi de momento o porquê, já que ela era o símbolo da "tão esperada" reforma concluída. Então me toquei do óbvio: não havia nada de errado em ela não estar ali, quem estava errada era eu que, não deveria me lembrar de que ela precisava estar lá. Ninguém deveria lembrar, ninguém deveria dizer para os outros se lembrarem. A placa deveria ser esquecida e só relembrada nas eleições, nos plebiscitos, quando estivessemos em frente a urna eletrônica que, com sua "avançada tecnologia" não permite erros na contagem dos votos, fazendo com que seja eleito aquele em que a maioria votar. Aqui, neste glorioso país de falso primeiro mundo, não precisamos deste tipo de coisa suja. Temos outros meios de nos elegermos.

2 comentários:

Andréa Silveira disse...

Pena que nem todo mundo pensa assim... Obg pela visita e por seguir meu blog! Bjs! =)

Tina disse...

ah! que isso .. :D