sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Tia, me dá uma moeda?


- Ih! Não tenho, quer um chocolate?

2 comentários:

Nícolas Ferreira da Silva disse...

Um acontecimento diferente deste, mas igual a este, me marcou muito...
Um senhor, aparentemente do campo rural, de seus 70 e poucos anos estava com uma trouxa de roupas nas costa e duas pequenas malas. Não era uma morador de rua, ele tinha sua casa, mas era em outra cidade, teve que vir para Jacarezinho por motivos de saúde, teria uma cirurgia daqui 3 dias, até lá estava sem ter onde ficar, descansar ou se alimentar. Não tinha dinheiro, só um cartão de banco, poderia pegar sua aposentadoria, se ela não estivesse uma semana atrasada...

Veio ao carro onde estava minha família, com dificuldade falou muito enrolado (devido ao seu problema de saúde), era mais do que aparente que estava envergonhado. Explicou sua condição e cada vez mais tentava pedir alguma ajuda, mas por vergonha não conseguia. Ele queria somente algumas moedas para comprar alguma fruta na feira, precisava se alimentar, mas ali também não tínhamos dinheiro... Minha mãe, meio sem jeito entregou uma barra de chocolate, naquele momento ele não precisava da nossa pena, muito menos da nossa consciência. Ele precisava da nossa ação concreta.

Pegou sem jeito o chocolate, agradeceu ainda mais sem jeito... Ele tinha fome.

Eu tinha a maior vergonha da minha vida por não saber agir, por não saber o que fazer...

No fim, fui embora e tudo ficou só como uma história...

Jessica Marques disse...

"No fim, fui embora e tudo ficou só como uma história..."

É triste como no fim quase tudo é só uma história ;x