segunda-feira, 25 de março de 2013

Sabem aquele lá?

- Sim, que tem ele? - respondi, meio desinteressada, afinal, fofoca não é muito comigo.
- Foi expulso do colégio.
- Por quê? - me surpreendi, pois não conseguia imaginar algo que levasse tal pessoa a isso.
- Porque insistia em usar o banheiro feminino.

Me calei por um instante, no qual pensei e me lembrei de muita coisa, mas resolvi, ainda assim, expressar minha opinião.

- Sabe o que eu acho?
- Que ele precisa levar uns tapas! - disse ela, entre risos. Aquilo com certeza, não foi uma piada para mim. Tentei demonstrar que não tinha achado graça, sem deixar transbordar minha indignação pois, na hora, eu só conseguia pensar numa frase: "não é porque se gosta de alguém, que se concorda com tudo o que ela pensa."

Respirei fundo, me acalmei. Olhei para o meu porto seguro e comecei a defender que achava que não deveria existir isso de banheiro feminino e masculino. Uma pessoa concordou, outra discordou e entramos numa discussão saudável e com argumentos válidos, mas ela permaneceu quieta até o fim. O que foi bom, eu acho. Talvez ela tenha pensado no que falou.

4 comentários:

Pedro Henrique disse...

Acho muito válido esse tipo de discussão, nunca se sabe quando a pessoa só abandonou suas crenças por ser somente dela e a matou como se fosse um pecado pensar diferente de todos. Ou quem sabe, dar uma nova perspectiva para que ela possa ver que nada é absoluto.

Pelo menos uma reflexão foi feita, o resultado é muito relativo, só espero que positivo! =D

Certo Fleur, =D?

Pedrodeamolar.Blogspot.com.br

Jéssica Marques disse...

É o que eu espero há muito tempo... kk

Já várias vezes deixei de falar só porque a minha opinião era diferente da maioria - ou de todo mundo! -. Mas já não faço mais isso, o que nem sempre é visto com bons olhos.

Pedro Henrique disse...

Jamais perca esse hábito!!!

Haha! =)

Jéssica Marques disse...

E o de me desculpar e pedir que não levem pro lado pessoal depois