terça-feira, 13 de maio de 2014

Um detalhe de nós,
uma ideia que você me deu.
Só uma coisa boba,
algo que não se perdeu.

Teus óculos na minha face,
a gente rindo e brincando.
E apenas nas minhas bochechas,
eles estavam se segurando.

quinta-feira, 8 de maio de 2014

E, no vai e vem da nossa dança
eu sinto não caber em mim!
Minha felicidade alcança
essa maré sem fim.
Meu peito balança
e o teu sorriso de criança
só faz-me dizer-te sim.