segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Me disseram

Me disseram que deveria ter pretensões maiores. Após pensar no assunto me decidi que elas são - ou estão - do tamanho que deveriam. Não me vejo querendo mais no momento, nem acho que o que espero para mim seja pouco.

Quero o que quero, querer mais seria mentir, me iludir! Talvez queira mais ou diferente no futuro, mas para quê perder o presente pensando em tal? Crescer, não sei quando crescerei, mas espero estar aprendendo alguma coisa.

Hoje pensei sobre o que eu sou e como sou. Foi tão fácil chegar a essa conclusão que é até assustador. O misto de coisas que eu sou pode ser incompreensível para muita gente, mas é tão simples para mim.

Homem, mulher: são apenas rótulos. Meu corpo não define quem eu sou e talvez eu tenha tido medo de dizer, pelo modo como seria julgada, pela forma como quem me acompanha também o seria.

No momento, espero um dia conseguir dizer abertamente que parte de minh'alma é masculina e outra dela feminina. Gêneros me parecem vagos e a sexualidade pouco tem a ver com isso. Muitas vezes ser entendido não é ser compreendido.

2 comentários:

Pedro Henrique disse...

Muito bom molequinho! =D
E devo acrescer que concordo, entendo, compreendo, partilho do mesmo, beijo e abraços menina(o) Fleur!

*-*

Jéssica Marques disse...

:D Por que tão bonita?