quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Pensei em tanta coisa.


Por estes dias o que eu mais tenho feito é pensar. Se eu pudesse gravar meus pensamentos teria publicado muitos textos. Livros. Eu penso continuamente mas escrevo com pausas e isso tem sido um problema. A falta de escrever me deixa com falta de mim e excesso de pensamentos. Acho que vou voltar para o meu mundo, passei tempo de mais na realidade e ela me incomoda profundamente. Tenho me sentido confusa e ela não me ajuda em nada. É desconfortável estar em casa e não se sentir em casa, pensar até o coração doer e não conseguir achar um jeito de se adaptar. Talvez seja porque não sou um ser evolutivo. Vou juntar minhas pessoas e voltar ao meu mundo. Ao contrário do que pode pensar, não existem pessoas imaginárias em meu mundo. O imaginário tem muito eu, já não me surpreende. Gosto do outro. O outro é novo, um universo a se descobrir. Vejo o outro no espelho e não o reconheço. Que coisa fascinante é o espelho.

Nenhum comentário: