segunda-feira, 17 de junho de 2013

Me prendi.

Me perdi. Não sei mais sentir, falar, ouvir. Não vejo mais a mim. E essa minha constante e insistente tentativa de fuga só prova mais e cada vez mais que não sei mais como agir. Deixei de ser um deles e me tornei uma de mim, que não se sente confortável nas mentiras, conversas sem sentido e coisa e tal.

Falsa timidez. Tem me ajudado. Ficar calada. Mas ela sabe. Ela sabe muito bem.

No fim da festa, eu me despedida, no meu modo pseudo-tímido de ser. Ela não foi a primeira, ou última, mas não era só mais uma.

Me abraçou com força e vontade, foi tão bom. Eu pensei em sair mas seu abraço me puxava e eu queria ser puxada. Senti sua pequenez que, através das gerações, me chegou em parte. Ao desvincilhar-me de seus braços pensei no quanto já sentiram, quantos foram os abraços e os dias de trabalho, quantos foram os filhos que lhe pediram colo e quantas vezes precisou negar, por motivos que agora lhe parecem sem sentido.

Ela me olhou nos olhos e eu vi tanta beleza e verdade neles que fiquei paralisada. Como pude pensar que não sou daqui? Que não vim desses olhos e braços, também?

- Fique bem. - Ela disse. - Eu te amo.

É complicado tentar explicar um sentimento tão bom e confuso. Ela disse "fique", mas não "fique aqui", apenas "fique bem". E seus olhos diziam "vá. Vá mas fique". E eu quis ficar, mesmo indo. Eu quis ficar mesmo querendo ir. Ficar naqueles braços que também me deram colo. Mas fui, porque seus olhos diziam e olhos de avó não mentem.

6 comentários:

DANILO + disse...

Demais. Suave, sutil, fascinante, simbólico. Emoções contrapostas. Faz viver, inserir-se dentro do texto, entender, sentir a intenção do personagem, viver por meio dele. Parabéns!

Pedro Henrique disse...

Não há palavras pra descrever um sentimento verdadeiro, mas apenas profundas impressões que só nos deixam com inveja só de imaginar o calor desse momento, desse abraço, desse amor! *---------*
Acho que sua vovó é alguém muito especial na sua vida Jésca, cuide bem dela! Me parece alguém muito bom de estar perto! =D

PedrodeAmolar

Jéssica Marques disse...

Avós são seres mesmo especiais!

Eilan disse...

Que lindo. Me tocou demais seu jogo de palavras.

Bjos

Eilan

borderline-girl.blogspot.com

Jéssica Marques disse...

:D

Jhosy . disse...

Jéssica,
Que lindo!
Lindo de uma forma doce, suave e única como o abraço e o sentimento de quem ama profundamente.
Achei linda a homenagem,
avós são mesmo tudo de bom.

Um beijo.
Jhosy

http://meninamsicaeflor.blogspot.com.br/