quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Eu acreditava em amor a primeira vista.

Assim, no passado. Eu sei que é uma coisa bonita a se acreditar mas me parece meio vazio agora. Acredito no amor aos pouquinhos, aquele que vem devagar e aumenta a cada detalhe. Não dá para dizer exatamente quando chegou, primeiro vem a vaga ideia de que talvez se ame, e ela vai crescendo em si até virar certeza. Não tem data, horário, lugar. Não é amor planejado, amor marcado, amor de hora certa. É só uma coisa que vem sem ser chamada. E agrada.

3 comentários:

Pedro Henrique disse...

Agrada, talvez, não como uma proposta de um futuro distante, mas sim da construção de um agora todos os dias! E aos pouquinhos, como se respirasse isso se ama aos montes! Haha

Lindo, Lindo Fleur! Lindo mesmo! *-*

Silvana Sartori disse...

Linda adorei o que você escreveu, até porque tudo nesse texto fala realmente a verdade. O AMOR não tem hora e nem momento para acontecer e o pior é que gostaria de saber como acontece e que hora que ele vem, porque chega ser chato ficar esperando vim ! hahahahaha

Mas enfim...Já tive meus momentos de amor e ainda amo uma pessoa, mas infelizmente tive que terminar e estou aqui sozinha =[

Olha linda, estou vindo aqui para ver as novidades do seu cantinho e também te convidar a passar no meu blog e se puder curtir minha fanpage e me seguir, pois já estou aqui tá ?

Se cuida querida e fica com Deus

lovereadmybooks.blogspot.com.br

Jéssica Marques disse...

Sozinhos nunca estamos, Silvana! Estou indo agora dar uma olhada no teu blog, ok?