quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Fundamental

Hoje, "pode-se dizer que o Ensino Médio é o fundamental". Pode parecer uma frase forte ou exagerada, mas para muitas pessoas é o que acontece de verdade. E, o que tudo indica, é que esse é só o começo.
No Brasil, há cerca de cinquenta anos atrás, os pais não costumavam ter os filhos estudando além dos primeiros anos do Ensino Fundamental, antigo primário, pois viviam em uma época, e sociedade, onde a educação era vista como um luxo, onde só os mais ricos podiam estudar, já que a maioria, na adolescência trabalhava o dia todo.
Com o tempo, e a crescente industrialização e urbanização, o mercado de trabalho foi ficando mais exigente, e já era necessário ir mais além, completar o Ensino Fundamental, por exemplo, se aprimorar ou especializar em sua área de trabalho.
Na actualidade, o Ensino Fundamental já não basta, é possível ver, por exemplo, até mesmo nos empregos mais simples, onde apenas o físico do "funcionário" é utilizado, como um gari,  é exigido o Ensino Médio.
Se as exigências dos empregadores continuarem a aumentar nessa proporção, é possível que daqui há aproximadamente quinze anos o Ensino Médio seja considerado pouco. E a universidade, considerada um luxo pouco mais de meio século atrás se torne indispensável.

Nenhum comentário: