quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Minha criança, meu Natal.

Não quero que ela morra
Não quero que ela vá embora,
Não quero que essa criança
Deixe de existir em mim!

Porque no Natal
Eu ainda tento acreditar
Que aquela estrelinha mais forte
Vai brilhar
E que a magia
Nunca, nunca vai se acabar.

6 comentários:

Luana Andrade disse...

Eu sei que esta força que respira não lhe deixará abandonar esta figura doce e pueril de seu âmago.
Um belo blog, uma bela mente. Parabéns.
Abraço.

Tina disse...

Muito obrigaada..
Mas, acho que minha mente não é tãão bela aassim!

Beeijo ♥

letícia akemi disse...

haha gostei.

Tina disse...

=D

***MissUniversoPróprio*** disse...

Não deixe que a criança se vá, jamais! ;)

Flor, um beijo e um ano novo bem lindo pra ti! Já estava com saudades de vc por lá!

Mudou a imagem do título, né? Ficou linda! =)

Beijocas!

Tina disse...

Troquei siim! Sempre leio teu blog mas, nem sempre comento.
Vi que trocou a imagem do título dele também!

skak