quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Não me peça.

Não me peça para definir nada, por favor, além de não ser boa nisso eu também não quero. Não me peça para dar nomes e datas, não me peça nada e eu prometo reciprocidade. Afinal, de que vale tudo isso? O definir prende, e eu me cansei de prisões. Cansei de me conter, de não falar, de não fazer, de tentar não magoar porque dei nomes. Por hora, sei o que quero: quero não saber, não prender, quero ir, e indo não obrigar ninguém a ir também, se essa não for a sua vontade. Quero só levar o tempo, sem ver direito ele me levar, porque assim tem dado mais certo. E eu espero que ninguém se importe afinal, porque já me cansei de complicar, de planejar, de esperar e de pensar. Acho que chegou a hora de finalmente viver.

Nenhum comentário: