quinta-feira, 2 de maio de 2013

Por que, por vezes, insisto em fingir que não me importo quando, na verdade é tão importante para mim? Por que, quase que o tempo todo, eu faço que não ligo, faço que não vejo, não entendo, não percebo aquilo que me acerta em cheio? Eu não me entendo, não me entendo mesmo! Talvez eu só queira que os outros não se importem tanto, mas o fato é que o mundo liga, o mundo liga sim. Ele olha o que você veste, vê com o que se parece, como se porta, o que ouve, o que lê. Alguém sabe se ele sabe o que eu sou? O que eu penso? Não sabe, não. Nem quer saber! Ele não se importa mesmo. Então eu não deveria me importar e essa é a verdade. Agora tenho que me convencer disso.

2 comentários:

DANILO + disse...

Parabéns. Só se importam mesmo com o que não importa, o visível, quando o incrível do ser humano é o que não é visível.

Jéssica Marques disse...

Isso me lembrou uma frase do Antoine de Saint-exupéry:

"L'essentiel est invisible pour les yeux."