sexta-feira, 28 de maio de 2010

O sol que nasce e morre
Todo dia sem parar
Devagar o dia corre
Demorando acabar

Com um céu azul turquesa
E uma grama bem verdinha
Esbanjando sua beleza
Em uma tarde simplezinha

Mas logo acaba o dia quente
E a noite é muito fria
A lua linda é um presente
De uma noite tão vazia

Então chega o amanhecer
E a minha vida se aquece
Procurando entender
Como tudo acontece

Jamille Marques

2 comentários:

Andréa Silveira disse...

lindos versos! bjs!

http://meuprojetopiloto.blogspot.com/

Tina disse...

ah! obrigada! minha irmã que escreveu!