sexta-feira, 14 de maio de 2010

Historinha

Era uma vez uma garota, que mesmo cercada de colegas não sentia poder dizer que tenha amigos. Ela tinha 15 anos e, resolvera que o melhor para si mesma agora seria dedicar-se somente aos estudos, esquecer de todo resto, abandonar a vida social.
Um dia, surgiu, na aula de língua portuguesa, um trabalho sobre a história da cidade. Trabalho esse que deveria ser feito em grupos, formados por três pessoas, que morassem próximos uns aos outros.
Como estes colegas dela moravam todos longe da garota ela não pode fazer com eles. E a ela couberam dois alunos com os quais nem falava: Ungas e Alex. Eles se sentavam do outro lado da sala, mas ela já havia comentado com umas das colegas sobre um deles. Fora uma citação rápida, mas de valor.
"--Ei! Qual garoto da sala você acha mais bonito?
--Ah! O Verlei até que é bonitinho... Eu gosto do Gud também. E o Alex também é bonito, não acha?"

O que se seguiu já não importa, para ela não fora nem um pouco importante o comentário que Spogulis havia feito. O trabalho consistia em entrevistar os pioneiros da cidade.
Marcaram um dia, se encontraram já próximos da casa de sua entrevistada. É um pouco estranho isso já que poderiam ter ido juntos pois, moravam no mesmo bairro.
Durante a entrevista correu tudo muito bem, praticamente só Jéssica (a garota em questão) falou, já que se achava melhor que eles, mesmo sabendo que não era verdade. Após a entrevista foram fazer uma pesquisa biblioteca e precisaram tirar uma cópia do livro.
Então, mesmo podendo ir só um ou outro, todos foram. Para se chegar à onde queriam precisavam atravessar uma avenida, que por acaso estava movimentada. Jéssica estava entre os dois garotos e, só ela vira o carro que se aproximara. Fora um instinto meio estranho o que fez com que ela colocasse o braço na frente de apenas um deles, protegendo-o. Era Alex.
Não. Nada aconteceu entre eles neste dia e nem em todos os outros que se seguiram nesse ano. Mas com o tempo se tornaram amigos. Brincaram na chuva feito criança. Passaram o melhor feriado de todos. E a sua amizade virou amor.
Passaram-se um mês, dois meses, três meses, quatro meses, cinco meses, seis meses, sete meses, oito meses!
Ontem foi aniversário de oito meses de namoro, desse casal que brinca, briga, se diverte, vive! E, principalmente, se ama!

7 comentários:

●๋• тнαi иαรciмєитσ disse...

AI que interessante! Viram só? O amor pode surgir das situações mais inesperadas, basta que os olhos estejam abertos para reconhecê-lo.

:]

Andréa Silveira disse...

parabéns! adoro histórias assim, pois são reais, normais... tem gente q fica só esperando um conto de fadas... bjs linda!

http://meuprojetopiloto.blogspot.com/

Tina disse...

é.. eu sou o tipo de garota que sempre esperou seu conto de fadas particular, e sem percebeer viveu um e só consegue ver agora, olhando p. trás..

:D

DANILO + disse...

Legal a "historinha", na verdade uma grande história.

Parabéns!

Tina disse...

valeeu

flOr dii Liz _ A meniina de papel com alma de bOrboleta... disse...

Oi adorei o seu blog.
Então resolvi te dar o selo Dardos :)
Pra saber como funciona, é só ir no meu blog e ler o post :)
BeejOo*
:)

Tina disse...

ah! ok.. valeeu! beeijo